segunda-feira, 17 de abril de 2017

Vagas de emprego


no momento estamos contratando
Você que procura trabalhar na usina envie seu currículo


Vagas:

Ajudante 30 
Ajudante de manutenção 10 
Ajudante de encanador 10 
Ajudante Eletricista C/A desejável NR 10 valida 10 
Armador 15 
Auxiliar técnico de Edificações desejável curso de auto- CAD) 01 
Borracheiro que (não seja o primeiro emprego) 05 
Carpinteiro 30 
Eletricista C/A com NR10 válida 1ano10 
Eletricista CC NR10 válida 1 ano 10 
Encanador 15 
Ferramenteiro 03 
Lavador de equipamentos 03 
Lubrificador 15 
Mecânico de Equipamento Leve 03 
Mecânico de Equipamento Pesado 03 
Mecânico Pneumático 03 
Motorista Basculante (Mínimo 01 ano de experiência na carteira) 20 
Motorista Caminhão abastecedor MOPE) 05 
Motorista Caminhão abastecedor MOPE) 05 
Operador de Motoniveladora (Mínimo 01 ano de experiência na carteira) 05 
Operador de Perfuratriz Pneumática 05 
Operador de Perfuratriz ROC D7 05 
Operador de Retroescavadeira (Mínimo 01 ano de experiência na carteira) 05 
Operador de Rolo Compactador (Mínimo 01 ano de experiência na carteira) 03 
Operador de trator esteira (Mínimo 01 ano de experiência na carteira) 07 
Operador de Escavadeira 10 
Operador de Motoniveladora 10 
Operador Escavadeira com Rompedor Hidráulico 02 
Pedreiro 30 
Sinaleiro 10
Torneiro Mecânico 05 
Soldador 30




Endereço: AV. INDEPENDENCIA, 1027 CENTRO - CAPANEMA- PR
CEP:85760-060
Horário de Atendimento: 8:00 as 17:30
Telefone: 046-5222166
OPORTUNIDADES DE EMPREGO! 
 A Agência do Trabalhador comunica que estão abertas as seguintes vagas:


 Auxiliar de linha de produção 
 Entregador 
 Marmorista 
 Servente 
 Frentista 
 Lavador 
 Soldador 
 Marceneiro 
 Auxiliar Mecânico de Caminhão 
 02 Operador de Bomba de Concreto 
 04 Operador de Bomba d'água de Corte/Pressão 
 02 Operador de Máquina de Corte 
 02 Operador de Máquina de Dobra 
 empresa CAVALCA disponibiliza vagas de: 
 02 Operador de Escavadeira 
 02 Operador de Esteira 
 01 Operador de Motoniveladora 
 04 Motorista de Caminhão Basculante 
 01 Motorista de Comboio

 Interessados devem comparecer na Agência do Trabalhador portando a Carteira 
de Trabalho, Identidade e CPF. Avenida Tibagi, 407 – Centro - Capitão Leônidas Marques 
 (45) 3286-1983 E-mail: agcapitaoleonidasmarques@sets.pr.gov.br 

fonte: capitaoleonidasmarques.pr.gov.br

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Dados do projeto técnico

Imagem 1 anterior a enchente
Imagem 2: condições da obra posterior a enchente, em junho de 2014 Imagem 3: fev/2017 créditos: baixoiguacu.com.br
Local: Rio Iguaçu - Município de Capitão Leônidas Marquês/PR

REGIÃO:  Sudoeste do Paraná.
 O Rio Iguaçu: com 5 usinas a hidro eletricidade. Foz do Areia, Segredo, Salto Santiago, Salto Osório, Salto Caxias. totalizam 6.674 megawatts de potência instalada. 

Municípios: Capanema e Capitão Leônidas Marques

Estado: Paraná - PR

Tipo de energiarenovável, por hidro eletricidade

Responsável: NEOENERGIA, do Rio de Janeiro/RJ
 
Projeto: Engevix, de Florianópolis, Santa Catarina

Conceito: fio d’águaaproveitada apenas a vazão máxima, natural do rio. A Usina terá a maior área de seu reservatório aproveitando a calha do rio Iguaçu
Tipo: Baixa queda = 15,7 metros apenas

Capacidade instalada: 350,2 MW 

Potência assegurada: 172,8 MW (megawatts)

Potência: Capaz de abastecer de 1 milhão de pessoas. – Ex. Como as cidades de Londrina e Maringá juntas. Ou toda Região Metropolitana da Grande Florianópolis.

Turbinas:  três do tipo Kaplan.

Casa de Força: Do tipo abrigada, no município de Capanema, na margem esquerda do rio.


Infra estutura de apoio: subestação +  linha de transmissão para conectar a usina ao Sistema Interligado Nacional.

Linha de transmissão

- Terá 60 quilômetros de extensão, ligará Baixo Iguaçu à subestação Cascavel-Oeste (também da Copel) em 230 mil volts. 

- Linha de Transmissão Baixo Iguaçu até a Subestação Realeza C1- Tensão nominal de 230 kV e passará por Capanema, em circuito simples, com uma extensão de aproximadamente 38 quilômetros


Empregos: 2.200 a 3.500  diretos na região, durante os três anos de obra
Sistema: De passagem: Permite à água que entra no início do reservatório sair dele no máximo em 2 dias.
Barramento:  De terra e enrrocamento com núcleo de argila.

Extensão do Barramento:  516 metros.

Altura visível da barragem: 15 metros.

Reservatório: 31,63 km² de superfície,  Se descontar a calha do rio, a área efetivamente alagada (e a ser indenizada) é 13,5 Km² (quilômetros quadrados), indo até a Usina Hidrelétrica Governador José Richa (Salto Caxias). 

Indenização: O valor médio de um alqueire na região de Capitão é de R$ 58,5 mil. Isso, segundo lavradores, apenas pelo preço nu da terra, sem as benfeitorias. A empresa se comprometeu a pagar R$ 19,5 mil por hectare. Cerca de 359 famílias devem ser desapropriadas. 1 alqueire =2,4hc e 1hc = 10.000m²

Construção: Norberto Odebrecht/Alstom

Empreiteira: Odebrecht Infraestrutura SA. 


Propriedade: Consórcio Empreendedor Baixo Iguaçu

Empresa Lider do consórcio: Geração Céu Azul

INICIO: 2013

FIM: 11 de maio de 2018 (1º/02/2016, no Diário Oficial da União (DOU)) antes era 2016 + 1 ano, devido a decisão Judicial. 

Operação:  2º semestre de 2018.

Prazo: Cerca de 36 meses

Investidores: Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil - PREVI, Companhia Paranaense de Energia - COPEL e Recursos do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC de R$ 1,6 Bilhão (R$1.621.994.000,00)

Destino da energia: Vale (Vale do Rio Doce) comprará 183,0 MW de energia, ao preço de R$99,00/MW hora com CCVE 

TRIBUTO - O ISS da obra: R$ 12 milhões para Capanema/PR e R$ 5 milhões para Capitão Leônidas Marques - PR

Compensação financeira pelo uso dos recursos hídricos: (previsão) R$ 4 milhões por ano de impostos pela utilização dos recursos hídricos, destinados aos municípios de Capanema, Capitão Leônidas Marques, e os atendidos também pelo  Reservatório: Planalto, Nova Prata do Iguaçu e Realeza

ÓRGÃO RESPONSÁVEL: Ministério de Minas e Energia
Gestores Públicos Envolvidos: Ministério de Minas e Energias. ANA, IAP, ICMBio, Prefeituras, COPEL, PREVI, PAC.

Imprevisto: Paralisação da obra por 16 meses

Impacto ambiental: Parque Nacional do Iguaçu, foi utilizado o conceito fio d'água que não acumula grande volume hídrico para regularizar a vazão do rio, consequentemente minimizará eventuais impactos ambientais. Cerca de 400 famílias devem ser desapropriadas.
Poderá provocar prejuízos irreversíveis ao Parque Nacional do Iguaçu, unidade de conservação que abriga as famosas Cataratas do Iguaçu. A obras foi auditada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura  -Unesco, que chegou a publicar um relatório ameaçando anular o título de Patrimônio Natural da Humanidade concedido à Cataratas do Iguaçu em 1986.
 O Estudo de Impacto Ambiental e o relatório Final (EIA/RIMA), identificou o maior impeditivo para a implementação da usina, de acordo com o ICMBio, é a proximidade com o Parque. O EIA/RIMA lista 53 possíveis impactos ambientais causados pela instalação ou operação do empreendimento, sendo 45 de natureza negativa e, destes, 29 considerados irreversíveis.
 Ao constatar os graves riscos a que o Parque Nacional do Iguaçu estaria sujeito com a instalação do empreendimento, o ICMBio estabeleceu 13 condicionantes que demonstraram a necessidade de aprofundamento dos estudos da avaliação ambiental da usina para a autorização do empreendimento.
Para os Municípios: Aumento das demandas dos serviços de saúde e da área social, "problema de habitação gravíssimo, O preço do aluguel sobe absurdamente com a especulação imobiliária criada pela construção da usina e acaba empurrando muita gente, que morava na cidade, para as periferias" Prefeito de Capitão... superlotação de creches, escolas e postos de saúde, com as pessoas que foram aos municípios em busca de emprego para trabalhar na construção da usina e, com a paralisação das obras, muitos estão desempregados. comenta a prefeita de Capanema
 
Licenciamento Ambiental:  Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão gestor do Parque Nacional do Iguaçu, e do Instituto Ambiental do Paraná - IAP, com consentimento dos Municípios Envolvidos

NOSSO IMPACTO AMBIENTAL QUE QUEREMOS É ESSE:
      Garantir conforto para você e sua família.

terça-feira, 28 de março de 2017

Retomada das obras

Tribunal Regional Federal - TRF, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio e O Instituto Ambiental do Paraná IAP autorizaram a retomada das obras.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017


Caminhão invade residência na entrada da Usina Baixo Iguaçu e criança morre e outra fica ferida

Um acidente com uma carreta Volvo, com placa JZU 4554, de Capitão Leônidas Marques, na entrada da construção da Usina do Baixo Iguaçu mobilizou diversas equipes do Corpo de Bombeiros em Capanema, na manhã desta sexta-feira (10).
Segundo as informações, o caminhão colidiu na lateral de uma residência, onde duas crianças estavam assistindo TV no momento do acidente, e ficaram presas entre o caminhão e o sofá da casa, sendo que uma delas, Vitória Triques Gódoi, 12 anos, chegou a ser socorrida mas morreu a caminho do hospital. A outra vitima foi socorrida pelas ambulâncias da obra.

O motorista Sidinei José Fiorese, 32 anos, do caminhão foi encaminhado ao Hospital Nossa Senhora Aparecida com ferimentos leves. Ele foi feito submetido ao teste de etilometro, que constatou que Sidinei não havia ingerido bebidas alcoolicas.
http://fminterativa.net/noticia-detalhe.php?id=4519&slug=caminhao-invade-residencia-na-entrada-da-usina-baixo-iguacu-e-crianca-morre-e-outra-fica-ferida

sábado, 31 de dezembro de 2016

PAC.gov.br/obra/1356

USINA HIDRELÉTRICA - BAIXO IGUAÇU - PR

ÓRGÃO RESPONSÁVELMinistério de Minas e Energia
EXECUTOR:Consórcio Empreendedor Baixo Iguaçu
UNIDADE FEDERATIVA:PR
MUNICÍPIO(S):CAPANEMA, CAPITÃO LEÔNIDAS MARQUES
INVESTIMENTO PREVISTOR$1.621.994.000,00
ESTÁGIO:Em obras
DATA DE REFERÊNCIA31 de Dezembro de 2016
http://www.pac.gov.br/obra/1356

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Aqui está a maior grua do Brasil

Para a construção de grandes obras, como é o caso da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu, é necessário a elaboração de um bom planejamento e de equipamentos eficientes, capazes de atender os prazos do cronograma. Dentre os dispositivos essenciais estão os guindastes de torre ou gruas. “Com estes equipamentos conseguimos auxiliar a produção nas movimentações de cargas, permitindo assim, um ganho na produtividade”, descreve o gerente de Equipamentos, Hamilton Junior.
Um dos guindastes de torre presentes no canteiro de obras se destaca pela enorme capacidade de carga. Trata-se da Liebherr 1250 HC 50, com capacidade para içar peças de até 50 toneladas. A grua foi fabricada na Alemanha e adquirida pela Odebrecht. Esta é a sua segunda obra: ela trazida da UHE Teles Pires, no Mato Grosso, em um total de 26 carretas, até Capanema, no Paraná, local de construção da usina.
Atualmente é a maior grua em operação no Brasil e a segunda maior da Construtora Norberto Odebrecht. “Esta grua está montada com uma altura de 78,6m e possui um raio de giro de 75,2m. Aqui em Baixo Iguaçu, ela auxiliará na montagem eletromecânica do vertedouro”, explica o encarregado geral de Equipamentos, Alcides Barbosa, com mais de 30 anos de Odebrecht e especialista em gruas. No dia 19 de setembro, essa poderosa grua içou o primeiro painel da comporta, com um peso de 28 toneladas. Nos próximos dias continuará com o içamento do braço da comporta e os demais painéis.
A montagem destes equipamentos requer um estudo detalhado e um planejamento prévio de logística.  “Hoje, oito gruas estão em funcionamento na UHE Baixo Iguaçu. Todas são da Odebrecht, portanto, utilizamos os recursos da própria empresa. Elas vieram de diversos locais do país e muitas estavam empregadas em outros projetos no Mato Grosso, Rondônia e São Paulo, por exemplo”, acrescenta Hamilton. Levaram cerca de seis meses para todos os guindastes estarem aptos a funcionamento.
São aproximadamente 70 pessoas trabalhando diretamente com as oito gruas. Quatro estão no Vertedouro, três no Circuito de Geração e uma no Pátio de Montagem. Para operarem os guindastes, os integrantes precisam ter um treinamento específico e certificação. A cada ano toda a equipe passa por uma reciclagem para revisar procedimentos de operação e segurança. “Nossa equipe conta com excelentes profissionais com experiência de outras obras. Mesmo assim, fazemos um acompanhamento constante com cada integrante da equipe”, relata Alcides.
http://www.odebrecht.com/pt-br/comunicacao/noticias/usina-de-baixo-iguacu-tem-a-maior-grua-do-brasil

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Usina Baixo Iguaçu encaminha nota sobre paralisação de trabalhos
A Usina busca, no momento, garantir a segurança dos trabalhadores da obra...

A assessoria de imprensa da Usina Baixo Iguaçu encaminhou nota sobre paralisação dos trabalhos no canteiro de obras, por conta de ação de pessoas que seriam do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).

Veja o texto na íntegra:


A Usina Baixo Iguaçu informa que teve paralisados os trabalhos no seu canteiro de obras, entre os municípios de Capanema e Capitão Leônidas Marques, por iniciativa de um grupo de pessoas identificadas como membros do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).

Às 15 horas desta terça-feira (18), um grupo de cerca de 60 pessoas postou-se em frente ao portão principal de acesso ao canteiro de obras, exigindo a paralisação imediata dos trabalhos sob ameaça de invasão da propriedade. Alguns integrantes do grupo, não identificados, tentaram arrombar o cadeado e derrubar o portão. Em seguida, estacionaram um caminhão em frente aos portões.

A Usina busca, no momento, garantir a segurança dos trabalhadores da obra e informa que já acionou a Justiça para assegurar o seu direito de retomada dos trabalhos, em segurança e ordem.

Baixo Iguaçu informa, ainda, estar à disposição das famílias interessadas em dar seguimento às negociações, na forma da proposta apresentada e divulgada de forma clara, objetiva e transparente.

http://cgn.uol.com.br/noticia/197745/usina-baixo-iguacu-encaminha-nota-sobre-paralisacao-de-trabalhos